17.3 C
São Paulo
segunda-feira, maio 27, 2024
InícioLiderança de TIDesafios e inovações na TI: Uma conversa com Gerardo Carvalho, Diretor de...

Desafios e inovações na TI: Uma conversa com Gerardo Carvalho, Diretor de TI e Inovação do Atacadão Dia a Dia

Os desafios de 2023

Em entrevista ao Itshow, Gerardo Carvalho, diretor de TI e inovação do Atacadão Dia a Dia e um dos 100 executivos de TI a serem seguidos em 2024, compartilhou sua perspectiva sobre os principais desafios enfrentados pelo setor de TI em 2023. Segundo Carvalho, o maior desafio não foi apenas técnico, mas estratégico: entender melhor o negócio. 

Ele observa que, embora a pandemia tenha acelerado essa necessidade, 2023 foi o ano em que os executivos de TI tiveram que executar projetos alinhados com os objetivos empresariais. “O principal desafio foi deixar de ser apenas um líder técnico para se tornar um líder de negócios,” afirmou Carvalho.

Perspectivas para 2024

Para 2024, Carvalho destaca a popularização da inteligência artificial (IA) como um dos maiores desafios e oportunidades. Ele acredita que os executivos de TI serão chamados a liderar essa transformação tecnológica. “O desafio é transformar a IA em um diferencial competitivo,” disse ele. 

Além da IA, Carvalho vê a terceirização e a locação de equipamentos como tendências significativas, incluindo a locação de servidores, estações de trabalho (VDI), e até mesmo equipes de TI.

Inovações em TI

Carvalho espera que a IA, especialmente quando integrada a soluções de cibersegurança, tenha um impacto significativo em 2024. Ele também menciona a terceirização e a locação de equipamentos como áreas de inovação que devem ganhar destaque. “A locação de equipamentos e a terceirização de mão de obra são temas latentes que precisam estar na agenda do executivo de TI,” observou.

Gestão de talentos em TI

Um dos grandes desafios enfrentados pelas empresas é a escassez de profissionais qualificados. Carvalho recomenda que as empresas façam o “dever de casa”, revisitando suas culturas corporativas para melhor reter talentos. 

Além disso, ele sugere a formação de talentos internamente, desde estagiários até a identificação de talentos ocultos dentro da operação. Parcerias com instituições de ensino e ONGs, bem como o fortalecimento do networking, também são estratégias recomendadas.

Influência da IA e automação

Carvalho vê a IA e a automação já influenciando significativamente o trabalho na TI. Ele menciona que desenvolvedores e analistas de segurança já utilizam ferramentas de IA generativa para melhorar seus processos. “É essencial aplicar a IA nos processos de negócio, não apenas na TI,” disse ele, destacando exemplos como ferramentas de cibersegurança e análise de estoque.

AnyConv.com Banners 2
Desafios e inovações na TI: Uma conversa com Gerardo Carvalho, Diretor de TI e Inovação do Atacadão Dia a Dia 2

Baixe agora o guia de 100 líderes de tecnologia que você precisa acompanhar em 2024!

Trabalho remoto e colaboração digital

Carvalho acredita que o futuro do trabalho na TI é híbrido. Ele vê a importância da presença física dos colaboradores para manter a cultura organizacional, mas reconhece os benefícios do home office, especialmente para cargos técnicos. “O modelo híbrido é o que melhor se adequa à maioria dos profissionais,” concluiu.

Habilidades essenciais para líderes de TI

Para Carvalho, as habilidades mais valiosas para um líder de TI são a gestão de conflitos, resiliência e liderança inspiradora. Ele enfatiza que o líder de TI deve ser um maestro na transformação da empresa, capaz de tratar diferentes opiniões e convergir em soluções.

Prioridades de investimento

Em termos de investimento, Carvalho destaca cibersegurança, cloud computing e IA como áreas prioritárias em 2023 e 2024. Ele observa que, embora esses investimentos continuem, é crucial que as empresas invistam em tecnologias que façam sentido e tragam um retorno claro. “O investimento em tecnologia só vale a pena se trouxer um ganho latente,” afirmou.

Preparação para o futuro da cibersegurança

Para se preparar para os desafios de cibersegurança de 2024, Carvalho recomenda uma abordagem em camadas. Ele enfatiza a importância de entender em qual camada de segurança a empresa está e melhorar progressivamente. “Não adianta investir em uma ferramenta avançada de IA se você não tem um controle funcional básico,” alertou.

Infraestrutura e redes

Carvalho destaca que a infraestrutura de TI está se tornando cada vez mais baseada em software, exigindo que analistas de infraestrutura tenham habilidades de desenvolvimento. “Hoje, a infraestrutura é software,” disse ele, indicando uma mudança significativa no perfil dos analistas de TI.

Fernanda Martins
Fernanda Martins
Formada em Letras, com pós em mídias sociais, e redatora do portal de notícias Itshow. Já escreveu para vários blogs de cultura pop, produziu conteúdo no Facebook e no Instagram sobre literatura e até escreveu algumas fanfics pela internet. Hoje, se especializa em redação e usa suas habilidades de escrita crítica e literária para trazer mais sensibilidade aos textos e continuar fazendo o que ama.
Postagens recomendadas
Outras postagens