22 C
São Paulo
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
InícioTransformação digitalFalta de conectividade no campo pode prejudicar a produtividade do agronegócio

Falta de conectividade no campo pode prejudicar a produtividade do agronegócio

Nos últimos anos, testemunhamos uma revolução tecnológica que transformou vários setores, e um dos mais impactados é o agronegócio. Esta evolução nos leva a um ponto crítico: a necessidade de uma conectividade eficiente e onipresente no campo. 

A era atual coloca em destaque a importância de monitorar e comunicar de maneira eficaz nas atividades agrícolas, e no centro deste desenvolvimento encontra-se a conectividade avançada.

Empresas especializadas estão em constante aprimoramento de suas soluções para atender às diversas necessidades do setor. Seja por meio de cabos, fibras ópticas ou redes celulares, o foco central permanece na comunicação eficaz e adaptável. A premissa é clara: a comunicação no agronegócio não deve ser limitada por meio algum, mas sim ser acessível e eficiente em qualquer cenário.

O monitoramento eficaz no agronegócio apresenta desafios únicos, devido à complexidade dos ambientes agrícolas que variam desde vastos campos de cultivo até rebanhos em movimento. 

Uma solução de “tamanho único” não é suficiente; é necessário um enfoque personalizado e colaborativo. Esta abordagem demanda parcerias estratégicas e a integração de várias tecnologias, visando a maximização da eficiência e a minimização das perdas.

conectividade no campo
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

A chegada da rede 5G no Brasil traz consigo grandes expectativas para o setor. Esta tecnologia promete não apenas melhorar a comunicação, mas também permitir uma integração mais aprofundada de soluções tecnológicas no campo, inaugurando uma nova era para o agronegócio.

Para os executivos de TI, o conselho de Leonardo Sotocorno, Diretor de TI LATAM na Syngenta e convidado do primeiro episódio do Especial Conectividade, promovido pela CommScope e pelo podcast Itshow, é abordar a conectividade no agronegócio como um projeto colaborativo. 

“A busca por parcerias estratégicas e a disposição para integrar múltiplas soluções são fundamentais. O agronegócio, com sua diversidade e complexidade, exige uma abordagem tecnológica igualmente adaptável e abrangente, abrindo caminho para inovações que transformarão o setor. Temos que considerar que menos de 23% do território agrícola brasileiro tem cobertura de conectividade, um obstáculo significativo para avançar na transformação”, adverte.

A importância da conectividade no campo

Ao longo dos tempos, a tecnologia tem sido um pilar fundamental na evolução da agricultura. Desde os primeiros dias da agricultura de subsistência até a introdução de inovações como o GPS na chamada agricultura 3.0, a tecnologia tem remodelado constantemente este setor. 

Ouça agora o primeiro episódio do Especial Conectividade by CommScope!

Atualmente, estamos na era da agricultura 4.0 (ADICIONAR BACKLINK DO ARTIGO ANTERIOR), caracterizada por sistemas integrados, e progredindo para a agricultura 5.0, que se destaca pelo uso de inteligência artificial e análise de dados avançada.

A implementação dessas tecnologias desempenha um papel importante na maximização da eficiência produtiva na agricultura. Elas permitem um gerenciamento mais efetivo dos processos e um monitoramento contínuo das plantações.

Conforme observado por Mary Jo Hatch em 2019, países com forte exportação de commodities agrícolas, como o Brasil, têm experimentado uma modernização substancial no agronegócio. Este avanço envolve a adoção de tecnologias inovadoras para enfrentar desafios tradicionais no campo.

Segundo informações do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) sobre a safra de 2022/2023, o Brasil alcançou uma posição de destaque nas exportações de milho, com mais de 56 milhões de toneladas exportadas. Esse sucesso é atribuído à adoção de tecnologias líderes na agricultura digital e de precisão.

Os benefícios da conectividade para o agronegócio

Durante esta era de inovações tecnológicas, a integração da internet em fazendas tem se mostrado um avanço significativo para os agricultores. Esta conectividade facilita o acesso a informações vitais, como tendências de mercado, dados meteorológicos, e avanços no gerenciamento e tecnologia de equipamentos agrícolas, oferecendo benefícios tangíveis para as propriedades, a produção agrícola, e a qualidade de vida no campo.

No entanto, a falta de acesso digital no Brasil tem um impacto negativo nos rendimentos dos agricultores e no Valor Bruto da Produção (VBP) do país. Estima-se que a ausência de conectividade digital no setor agrícola possa resultar em perdas de aproximadamente 100 bilhões de reais para o agronegócio, segundo dados da Esalq/USP.

Além das perdas financeiras, a falta de conectividade no campo também afeta a qualidade de vida e os rendimentos dos agricultores. Em um mundo onde a internet e outras formas de comunicação são essenciais, a falta de acesso a estas ferramentas limita a participação ativa dos agricultores nos processos de comunicação que influenciam o consumo.

No Brasil, apenas cerca de 30% das fazendas têm acesso à internet, o que é preocupante, pois a tecnologia é fundamental na agricultura atual. A conectividade habilita o desenvolvimento de maquinário agrícola avançado, incluindo sensores, automação e inteligência artificial, aumentando a precisão e eficiência. Dados em tempo real permitem personalizar equipamentos para necessidades específicas e implementar manutenção preditiva, economizando custos. 

Quer saber mais sobre conectividade no campo? Baixe agora o nosso material de apoio completo!

Além disso, a análise desses dados fornece insights valiosos para inovação contínua, e o acesso a informações atualizadas pode levar a novos modelos de negócios. Portanto, a expansão da conectividade nas fazendas é essencial para avançar a produtividade e inovação no setor agrícola do Brasil.

3 grandes vantagens que a internet no campo traz para a produtividade agro

Imagens e Inteligência Artificial (IA)

A aplicação de imagens e inteligência artificial tem revolucionado práticas agrícolas. Drones, por exemplo, são usados para identificar doenças e pragas, otimizando o uso de defensivos. 

Robôs têm sido empregados para a contagem precisa de árvores, enquanto imagens e sensores monitoram o crescimento das plantas, apoiando decisões sobre fertilização e irrigação. Há também tecnologias que detectam e controlam pragas, como formigueiros, de forma mais eficiente.

Automação

Embora a automação plena na agricultura ainda não seja uma realidade, avanços significativos estão sendo feitos. O uso de piloto automático em maquinário agrícola já reduz a necessidade de intervenção humana, melhorando a precisão e eficiência nas operações. 

No futuro, espera-se máquinas completamente autônomas, o que não elimina empregos, mas sim transfere o esforço humano do físico para o intelectual, aumentando a produção agrícola.

conectividade no campo
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Sustentabilidade

A tecnologia desempenha um papel vital na promoção da sustentabilidade na agricultura. Ferramentas de automação que reduzem o uso de agroquímicos diminuem o impacto ambiental, preservando recursos hídricos e o solo. 

O objetivo é maximizar o uso das áreas agrícolas disponíveis, recuperar terras subutilizadas e evitar a invasão de florestas nativas, mantendo o equilíbrio natural do planeta. A tecnologia, portanto, é fundamental para uma agricultura mais sustentável e responsável.

Desafios da conectividade no campo e os avanços no agronegócio brasileiro

O avanço da conectividade no campo tem sido uma virada de jogo para o agronegócio brasileiro, trazendo eficiência e agilidade na gestão agrícola. As salas de controle, semelhantes às de operações aeroportuárias, exemplificam essa modernização, permitindo decisões rápidas e eficazes, o que é necessário para aumentar a produtividade e os rendimentos. 

Contudo, a conectividade ainda é um desafio, com 73% das propriedades rurais sem acesso à internet, segundo o Ministério da Agricultura e a ConectarAgro. A dependência de métodos alternativos, como o uso de pen drives para coleta de dados, ainda é uma realidade em muitas áreas, o que pode atrasar processos e aumentar a margem de erro. 

Apesar dessas barreiras, a tecnologia tem sido um forte aliado para garantir altos níveis de produtividade no setor. A expansão e a melhoria da infraestrutura de conectividade são passos essenciais para o futuro da agricultura brasileira.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Fernanda Martins
Fernanda Martins
Formada em Letras, com pós em mídias sociais, e redatora do portal de notícias Itshow. Já escreveu para vários blogs de cultura pop, produziu conteúdo no Facebook e no Instagram sobre literatura e até escreveu algumas fanfics pela internet. Hoje, se especializa em redação e usa suas habilidades de escrita crítica e literária para trazer mais sensibilidade aos textos e continuar fazendo o que ama.
Postagens recomendadas
Outras postagens