29.2 C
São Paulo
sábado, fevereiro 24, 2024
InícioCibersegurançaGamificação: quais os benefícios da gamificação nas empresas e 8 exemplos que...

Gamificação: quais os benefícios da gamificação nas empresas e 8 exemplos que deram certo

O que é gamificação

A gamificação consiste na aplicação de estratégias derivadas dos jogos em atividades cotidianas, com o propósito de fomentar o envolvimento dos participantes. Essa abordagem fundamenta-se no conceito de “game thinking”, que engloba a integração da gamificação com outras disciplinas corporativas e de design.

Em qualquer jogo, existe um objetivo a ser alcançado, o qual requer que os jogadores superem desafios. A psicologia subjacente à gamificação evidencia que a busca pela conquista e pela superação é um poderoso motivador humano.

Por meio da utilização de tecnologias avançadas, é viável estimular a aprendizagem, incentivar determinados comportamentos e instigar um sentimento de recompensa. A competição está intrinsecamente ligada a esse processo, sendo, portanto, comum, em empresas que adotam a gamificação, a prática de reconhecer publicamente os colaboradores que se destacam em desempenho.

Para que a gamificação produza resultados eficazes, é essencial que a participação seja voluntária e que todos os participantes estejam familiarizados com as regras e objetivos da tarefa em questão.

gamification, gamificação
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Gamificação x jogos tradicionais: entenda a diferença

A gamificação é uma estratégia que, para alcançar seu potencial máximo, deve ir além da ideia convencional de um jogo. É essencial entender a gamificação a partir de uma perspectiva estratégica, pois é por meio da definição e implementação de estratégias que um projeto pode prosperar.

Os jogos tradicionais têm um único propósito: entretenimento. Eles criam situações fictícias, embora possam, de fato, desenvolver habilidades úteis no mundo real. Já a gamificação emprega as mesmas mecânicas, mas com o intuito de alcançar objetivos reais, tornando as atividades cotidianas mais envolventes. Seu objetivo não se limita apenas à diversão; visa atingir metas específicas para a empresa.

Normalmente, a gamificação é aplicada, seja online ou offline, por meio de uma plataforma gamificada. Nessa plataforma, são incorporados elementos típicos de jogos, como pontuações, missões e conquistas, todos projetados para motivar um melhor desempenho por parte dos colaboradores.

Através dessa plataforma, é possível acompanhar o desempenho individual de cada participante, o que facilita a análise de habilidades individuais. Além disso, permite que a empresa forneça um feedback rápido aos colaboradores.

Principais benefícios da gamificação nas empresas

Estímulo à criatividade

Quando uma empresa adota a gamificação, ela imerge seus funcionários em um ambiente lúdico que naturalmente desperta sua criatividade. Os jogos também incentivam a disposição para assumir riscos, explorar soluções alternativas e aprender com os erros em busca de acertos. 

Isso proporciona um ambiente onde os colaboradores se sentem mais encorajados a colocar suas melhores ideias em prática, sabendo que se uma abordagem não funcionar, podem simplesmente tentar outra.

Aumento da motivação e produtividade

A implementação de elementos gamificados em produtos e processos tende a elevar a satisfação e o desempenho dos funcionários. Ao estabelecer metas, conquistas e recompensas, a gamificação estimula a motivação dos colaboradores, o que eleva a produtividade e aumenta a eficácia da equipe.

leandro roldão

Ouça agora o 16º episódio do podcast Itshow no Spotify!

Gera competição saudável

A gamificação desencadeia o instinto competitivo de cada colaborador. Afinal, nos jogos, há vencedores e aqueles que se destacam no placar, e a sensação de ser reconhecido como alguém que contribui e evolui na organização é altamente gratificante. 

Quando esse desempenho é refletido em rankings, as pessoas são incentivadas a buscar destaque e conquistar posições de destaque. À medida que equipes e indivíduos evoluem e sobem de nível, outros são motivados a não ficar para trás, intensificando seus esforços para atingir os objetivos.

Melhora o clima organizacional

A competição gerada pela gamificação proporciona satisfação. As atividades gamificadas criam um ambiente descontraído onde as pessoas se divertem, se inspiram, interagem e colaboram. Isso contribui significativamente para o bem-estar geral e para a percepção positiva dos colaboradores em relação à empresa.

Favorece o engajamento dos funcionários

Os elementos da gamificação incentivam os colaboradores a se envolverem mais ativamente nas atividades diárias. As técnicas de jogo aplicadas no ambiente de trabalho promovem o engajamento nos processos da empresa, fortalecendo o senso de pertencimento à equipe e o comprometimento com a organização. Como resultado, os colaboradores se sentem mais conectados e envolvidos em suas tarefas e responsabilidades.

8 exemplos de gamificação corporativa

1. Domino’s Pizza

A Domino’s Pizza adotou um método chamado “Pizza Maker”, um treinamento que utiliza simulações para engajar os funcionários. Após participarem, eles são avaliados e recompensados. Isso incentiva os colaboradores a buscar constantemente melhorar suas pontuações, o que, por sua vez, os ajuda a dominar o menu e a produzir pizzas com mais eficiência.

leandro roldão

Quer saber mais sobre como implementar a gamificação na sua empresa? Baixe agora o nosso material de apoio!

2. Cisco

A Cisco, uma multinacional especializada em tecnologia, compreende que, apesar de sua base na modernidade, a gamificação pode ser uma ferramenta poderosa para humanizar o ambiente de trabalho. A empresa investiu em um programa global de treinamento que desafia seus funcionários a aprimorarem suas habilidades em mídias sociais por meio de 46 cursos independentes. 

O que diferencia esse programa é a gamificação, que oferece três níveis de certificação: especialista, estrategista e mestre. Essa abordagem competitiva resultou em mais de 13 mil cursos concluídos e mais de 650 funcionários certificados.

3. Deloitte

Apesar da crescente automação nas empresas, os executivos ainda desempenham papéis críticos que requerem treinamento e especialização contínuos. A Deloitte desenvolveu um programa gamificado para seus executivos seniores, utilizando crachás, tabelas de classificação e símbolos de status como recompensas. Essa estratégia de recompensa estimulou uma competição amigável entre os executivos, que descreveram a iniciativa como “viciante”.

4. Microsoft

A Microsoft, uma gigante da tecnologia, enfrentou desafios de comunicação interna e desenvolveu o jogo “Qualidade de linguagem” para aprimorar a precisão do idioma entre seus funcionários. Inicialmente, a empresa apresentou traduções intencionalmente deficientes para aumentar o engajamento. O jogo atraiu 4.500 usuários, que colaborativamente revisaram e corrigiram traduções com base em seus idiomas nativos.

5. Bluewolf

A Bluewolf, uma empresa de consultoria de gestão dos Estados Unidos, buscou aumentar o engajamento em sua rede social interna por meio da gamificação. Os funcionários ganham pontos ao interagirem na rede, como postar comentários, publicar em blogs e compartilhar atividades em redes sociais externas. Como resultado, a Bluewolf experimentou um aumento de 57% no engajamento da comunidade.

6. Google

A Google utilizou a gamificação para incentivar os funcionários a relatarem suas despesas de viagem. Aqueles que não utilizaram todos os subsídios de viagem tiveram opções, como receber o dinheiro restante no próximo salário, guardá-lo para uma viagem futura ou doá-lo para a caridade. Seis meses após o lançamento dessa abordagem gamificada, a taxa de conformidade dos funcionários atingiu 100%.

7. Salesforce

A Salesforce promoveu uma competição saudável entre seus vendedores por meio de um aplicativo de vendas que classifica o desempenho das equipes e oferece recompensas selecionadas pelos próprios funcionários.

8. Badgeville

A Badgeville utiliza o status como principal motivador, permitindo que os colaboradores alcancem metas e aumentem sua reputação social ao compartilhar suas conquistas nas redes sociais.

gamification, gamificação
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

A integração do TI na superação de desafios: o uso da gamificação como recurso na segurança digital

Em um mundo cada vez mais dependente da tecnologia e com a segurança da informação desempenhando um papel crítico, a gamificação surge como uma ferramenta valiosa para envolver e conscientizar os membros da organização sobre a importância da segurança digital. 

De acordo com essa visão, Leandro Roldão, executivo da EDP Brasil e convidado do 16º episódio do podcast Itshow, destaca a importância da comunicação dentro do negócio e como usar a linguagem certa para alcançar os funcionários faz toda a diferença. 

Roldão afirma, sobre as estratégias adotadas na EDP: “Criamos uma academia de TI dentro da TI. Uma universidade de tecnologia para o negócio, não para a TI. Fomentamos o uso da tecnologia dentro dos negócios todos os dias, começando do básico, e a segurança da informação é fundamental. Começamos a falar o tempo inteiro sobre segurança e as melhores práticas de segurança da informação para as áreas de negócios. E isso fica natural, pois começa a desmistificar o que é muito tecniquês.” 

Estes passos iniciais de capacitação do time são fundamentais para criar uma ponte sólida na superação de desafios, promovendo uma colaboração eficaz e uma compreensão mútua. Essa abordagem é essencial para uma integração bem-sucedida de TI no ambiente de negócios, a fim de desenvolver uma cultura de segurança com o uso da gamificação.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Fernanda Martins
Fernanda Martins
Formada em Letras, com pós em mídias sociais, e redatora do portal de notícias Itshow. Já escreveu para vários blogs de cultura pop, produziu conteúdo no Facebook e no Instagram sobre literatura e até escreveu algumas fanfics pela internet. Hoje, se especializa em redação e usa suas habilidades de escrita crítica e literária para trazer mais sensibilidade aos textos e continuar fazendo o que ama.
Postagens recomendadas
Outras postagens