17.6 C
São Paulo
segunda-feira, maio 27, 2024
InícioPodcastSecurity Champions: Reforçando a Segurança em Ambientes Ágeis de TI

Security Champions: Reforçando a Segurança em Ambientes Ágeis de TI

Em um mundo onde a agilidade nos processos de TI é frequentemente celebrada como sinônimo de eficiência e inovação, a segurança rigorosa continua sendo um pilar fundamental para garantir a integridade e a confiabilidade dos sistemas.

Juliana Pivari, Gerente de Segurança da Informação do Grupo Cimed, enfatiza que a rapidez no desenvolvimento de soluções de TI não deve comprometer as medidas de segurança. Ela argumenta que é crucial ter “Security Champions” dentro dos squads para assegurar que as práticas de segurança sejam integradas desde o início do desenvolvimento. 

“A agilidade nos processos de TI não elimina a necessidade de segurança rigorosa. É essencial ter Security Champions dentro dos squads para garantir que as práticas de segurança sejam incorporadas desde o início do desenvolvimento, assegurando que todos os sistemas sejam adequadamente mapeados e protegidos,” destaca Juliana Pivari.

O que é e Qual o Papel dos ‘Security Champions’ em Squads Ágeis

Os ‘Security Champions’ são profissionais técnicos essenciais para equipes ágeis, funcionando como elo de ligação entre as equipes de segurança e desenvolvimento. Este papel é crucial para integrar a segurança no rápido ambiente de desenvolvimento ágil. Eles não apenas trazem sua expertise em segurança, mas também ajudam a moldar o desenvolvimento para que acompanhe de perto as necessidades de segurança.

Juliana Pivari, especialista na área, esclarece que, no modelo ágil, a segurança é adaptada para não só acompanhar o ritmo do desenvolvimento, mas também para assegurar que projetos de alto risco, como os de Prevenção de Perda de Dados (DLP), sejam divididos em sprints. Isso permite uma otimização contínua e uma redução significativa nos riscos de vazamento de dados críticos.

Mais do que simples consultores, os Security Champions são proativos na incorporação de práticas de segurança ao longo de todo o ciclo de vida do desenvolvimento de software, desde a fase de planejamento até a manutenção e operação. Pivari enfatiza que a presença desses campeões é fundamental para manter o equilíbrio entre agilidade e segurança, prevenindo que uma comprometa a outra.

Integração Contínua de Segurança

Um dos principais papéis dos Campeões de Segurança é assegurar que as práticas de segurança sejam implementadas desde o início do ciclo de desenvolvimento de um programa. Eles trabalham ativamente para incorporar requisitos de segurança nas histórias de usuário e critérios de aceitação, garantindo que cada feature desenvolvida seja segura por design. 

“Na implementação de novas soluções, não podemos ignorar a segurança das APIs, a gestão de acessos e a análise rigorosa de fornecedores. Mesmo soluções baseadas em nuvem requerem uma avaliação detalhada do nível de segurança do fornecedor para evitar vulnerabilidades que possam comprometer a integridade do sistema,” enfatiza Pivari.

Educação e Advocacia

Além de suas responsabilidades técnicas, eles atuam como educadores e advogados da segurança dentro de suas equipes. Eles organizam sessões de treinamento regulares e workshops para manter os desenvolvedores atualizados sobre as melhores práticas de segurança, novas vulnerabilidades, e técnicas de mitigação. Através dessas atividades, eles fomentam uma cultura de segurança que capacita cada membro da equipe a pensar e agir com a segurança em mente.

Promoção de Ferramentas e Processos de Segurança

Eles são também responsáveis por introduzir e manter ferramentas de segurança que se integram ao ambiente de desenvolvimento existente. Eles selecionam e configuram ferramentas de análise estática e dinâmica de código (SAST/DAST), sistemas de gerenciamento de vulnerabilidades e outras tecnologias de segurança que ajudam na identificação e correção de problemas de segurança de forma proativa.

Liderança e Influência

Para serem eficazes, eles devem possuir não apenas habilidades técnicas, mas também habilidades de liderança e influência. Eles precisam ser capazes de negociar e persuadir, muitas vezes trabalhando para alinhar objetivos de segurança com os objetivos de negócios e de desenvolvimento. Sua capacidade de comunicar a importância da segurança e de traduzir questões técnicas em riscos de negócios é fundamental para o sucesso do programa.

Feedback e Melhoria Contínua

Security Champions devem constantemente avaliar a eficácia das práticas de segurança adotadas e buscar melhorias. Eles coletam feedback de suas equipes e monitoram indicadores de desempenho para ajustar e aprimorar as estratégias de segurança. Essa abordagem de melhoria contínua ajuda a adaptar o programa às mudanças nas ameaças, nas tecnologias e nos objetivos de negócios.

Podcast: Pioneiros da Cibersegurança: Fortalecendo a Saúde Digital
Juliana Pivari – Gerente de Segurança da Informação do Grupo CIMED

Ouça agora o episódio do podcast Itshow disponível no Spotify!

Benefícios dos Security Champions

Os Security Champions desempenham um papel crucial nas organizações de TI, combinando conhecimento técnico com práticas de segurança para fortalecer a integridade dos processos de desenvolvimento. Ao incorporar esses profissionais nas equipes ágeis, as empresas conseguem colher uma série de benefícios significativos que vão além da simples prevenção de riscos cibernéticos. Aqui estão alguns dos principais benefícios:

1. Melhoria Contínua da Segurança desde o Início

Security Champions garantem que as práticas de segurança são consideradas desde o início de qualquer projeto de desenvolvimento de software. Isso inclui a participação na definição de requisitos, design de arquitetura e revisões de código. Ao fazer isso, eles ajudam a mitigar riscos de segurança de maneira proativa, reduzindo a possibilidade de vulnerabilidades caras e complexas de serem resolvidas mais tarde no ciclo de vida do desenvolvimento.

2. Redução de Custos de Desenvolvimento

Corrigir falhas de segurança no início do desenvolvimento é consideravelmente menos oneroso do que fazer isso após o lançamento do software. Os Security Champions ajudam a identificar e resolver essas falhas prematuramente, o que reduz significativamente os custos associados a reparos de emergência e potenciais danos à reputação causados por falhas de segurança.

3. Aceleração do Time-to-Market

Ao integrar a segurança no processo de desenvolvimento desde o início, os Security Champions ajudam a minimizar os atrasos que ocorrem quando os problemas de segurança são descobertos tarde demais no processo. Isso não só acelera o desenvolvimento, mas também garante que o produto final seja lançado mais rapidamente e com maior confiança na sua segurança.

4. Educação e Conscientização em Segurança

Eles são também educadores dentro de suas equipes. Eles organizam treinamentos regulares, workshops e sessões de sensibilização para manter todos os membros da equipe atualizados sobre as melhores práticas, as últimas ameaças e as formas eficazes de mitigar riscos. Essa educação contínua ajuda a criar uma cultura de segurança forte, onde todos os membros da equipe são incentivados a considerar a segurança como uma responsabilidade compartilhada.

5. Fomento de uma Cultura de Segurança

Introduzir uma forte cultura de segurança nas equipes de desenvolvimento é talvez um dos maiores benefícios. Eles servem como modelos e líderes no fomento de práticas seguras, garantindo que a segurança seja uma prioridade para todos. Essa cultura ajuda a evitar erros comuns e promove um ambiente onde a segurança é valorizada.

6. Melhor Comunicação entre Equipes de Segurança e Desenvolvimento

A existência deles melhora a comunicação e a colaboração entre as equipes de desenvolvimento e de segurança. Eles atuam como pontes, traduzindo requisitos técnicos de segurança em linguagem acessível para desenvolvedores e ajudando a garantir que as políticas de segurança sejam implementadas efetivamente sem comprometer a agilidade do desenvolvimento.

7. Inovação em Práticas de Segurança

Eles frequentemente experimentam e adotam novas ferramentas e técnicas de segurança. Isso não só melhora a segurança dos produtos desenvolvidos, mas também incentiva a inovação dentro das equipes, explorando novas tecnologias e metodologias para enfrentar desafios de segurança emergentes.

Esses benefícios demonstram o valor dos Campeões de Segurança em qualquer organização de desenvolvimento de software, especialmente em um ambiente ágil onde a velocidade de desenvolvimento precisa ser equilibrada com rigorosas demandas de segurança. Ao adotar essa abordagem, as empresas podem garantir não só a segurança dos seus produtos, mas também a eficiência e a eficácia do seu processo de desenvolvimento.

Integrando Segurança e Desenvolvimento: O Impacto dos Security Champions

A implementação de Security Champions é uma estratégia crescente dentro de empresas que produzem softwares, especialmente aquelas que buscam introduzir mais segurança nos produtos entregues pelos desenvolvedores. Eles são não apenas facilitadores de segurança, mas também atuam como ponto focal de segurança, garantindo que as equipes de desenvolvimento e de segurança colaborem eficazmente.


Podcast: Pioneiros da Cibersegurança: Fortalecendo a Saúde Digital
Juliana Pivari – Gerente de Segurança da Informação do Grupo CIMED

Ouça agora o episódio do podcast Itshow disponível no Spotify!

É comum existir um elemento de conflito entre agilidade no desenvolvimento e a rigidez necessária das práticas de segurança, e é aí que entra o papel crucial dos deles. Ao se tornarem membros do time de desenvolvimento, eles promovem uma melhor comunicação com seus pares e ajudam a manter um entendimento dos dois mundos — desenvolvimento e segurança — dentro da empresa.

Através do seu treinamento e da adoção de iniciativas como o OWASP Top 10, tornam-se essenciais na criação de uma cultura de segurança robusta. Eles atuam como single point of contact entre as duas áreas, facilitando a ligação entre as práticas técnicas de segurança e as necessidades rápidas da área de desenvolvimento.

Além disso, a criação de times dedicados que recebem orientações específicas e contínuas de treinamento em segurança permite que o time de desenvolvimento compreenda muito melhor a importância e os detalhes técnicos da segurança, falando a mesma linguagem dos membros envolvidos na produção do software.

Esta integração não só melhora a segurança dos produtos como também contribui significativamente para a colaboração dentro das equipes, garantindo que a segurança do time seja vista não como um obstáculo, mas como um valor agregado ao processo de desenvolvimento. As principais práticas recomendadas pela Gartner e iniciativas como treinamentos e workshops de conscientização de segurança são essenciais para reforçar esses aspectos dentro das empresas.

Estratégias Efetivas para Implementar Segurança em Desenvolvimento Ágil

Segundo a OWASP, a implementação de um programa de Security Champions deve incluir:

  1. Identificação das Equipes: Determinar quais equipes precisarão de Security Champions e como elas funcionam, incluindo a estrutura, as tecnologias usadas e o estado atual da segurança.
  2. Definição do Papel: Estabelecer claramente os requisitos de participação do desenvolvedor como Security Champion e as responsabilidades associadas, que podem incluir evangelizar as práticas de segurança, contribuir para padrões de segurança organizacionais, ajudar a executar atividades de segurança e realizar modelagem de ameaças.
  3. Nomeação de Champions: Os Security Champions devem ser nomeados com base em seu interesse e habilidades, em vez de serem simplesmente designados, garantindo o engajamento e o comprometimento adequados.
  4. Estabelecimento de Canais de Comunicação: Criar canais de comunicação eficazes entre os Security Champions e a equipe de segurança, e organizar reuniões periódicas para discutir questões de segurança e ajustar objetivos conforme necessário.
  5. Construção de uma Base de Conhecimento Sólida: Desenvolver uma base de conhecimento que contenha políticas de segurança da organização, procedimentos e material de referência útil, como o Guia de Revisão de Código da OWASP e as Cheat Sheets da OWASP.
  6. Manutenção do Interesse: Manter os Security Champions motivados e engajados é crucial para o sucesso do programa. Atividades como eventos Capture the Flag (CTF) e reconhecimento dos esforços e conquistas dos Security Champions são recomendadas para manter a motivação.

A Ascensão dos Programas de Security Champions

Imagem mostra o crescimento na implementação de programas de Security Champions ao longo do tempo.
Crescimento na implementação de programas de Security Champions ao longo do tempo

O gráfico acima exemplifica um estudo da Gartner que previu que, até 2021, 35% das empresas implementariam um programa de Security Champions, em comparação com menos de 10% em 2017​​. Essa tendência indica um aumento significativo na adoção desses programas, demonstrando que a sensibilização e a importância da segurança cibernética estão crescendo nas organizações.

Além disso, em 2023, houve um aumento no lançamento de informações, documentação e diretrizes para a comunidade de Application Security (AppSec), sinalizando que este poderia ser considerado o “ano dos Security Champions”. Muitos desses recursos foram criados por especialistas que estabeleceram programas bem-sucedidos de Security Champions e estavam compartilhando seus conhecimentos com a indústria​.

Segurança e Agilidade: O Impacto Transformador dos Security Champions em TI

A abordagem inovadora e integrativa dos Security Champions, como destacado por Juliana Pivari, representa um paradigma transformador na intersecção entre agilidade e segurança em ambientes de TI.

A nomeação dos Campeões de Segurança nas equipes não apenas fortalece a segurança dos sistemas desde o início do desenvolvimento, mas também promove uma mentalidade de segurança robusta e consciente entre os membros da equipe. Esse engajamento precoce e contínuo em práticas de segurança otimiza os processos e reduz significativamente os riscos associados ao desenvolvimento ágil.

A capacitação contínua e a diversidade, pilares para a inovação em segurança de TI, também são reforçadas pela presença desses campeões. Através de sua liderança e influência, eles não apenas mediam a implementação de tecnologias e práticas seguras, mas também capacitam colegas com conhecimentos atualizados e perspectivas ampliadas, que são cruciais para a resiliência organizacional em face de ameaças cibernéticas emergentes.

À medida que as organizações continuam a reconhecer e expandir os programas de Campeões de Segurança, como evidenciado pela crescente adoção e documentação, fica claro que o equilíbrio entre agilidade e segurança pode ser alcançado. Este equilíbrio não só é essencial para a integridade dos sistemas de TI, mas também para o crescimento sustentável e a inovação dentro do setor tecnológico.

Portanto, liderar com uma visão clara que abrace tanto a agilidade quanto a segurança meticulosa não é apenas uma necessidade, mas uma estratégia vitoriosa para qualquer organização em busca de excelência em um mundo digital em rápida evolução.

Lairiane Brasil
Lairiane Brasil
Formada em Direito, redatora e publisher no portal de notícias Itshow. Possui uma rica experiência em contribuir para blogs renomados, incluindo Seu Crédito Digital, Multiverso Notícias e Meu Banco Digital. Atualmente, aprimora seus conhecimentos sobre redação e marketing de conteúdo, sempre buscando inovar e trazer novas perspectivas para o universo digital.
Postagens recomendadas
Outras postagens