22.8 C
São Paulo
sábado, fevereiro 24, 2024
InícioInfraestrutura e TIRedesRedes self-healing na área de TI: confiáveis ou não?

Redes self-healing na área de TI: confiáveis ou não?

As redes self-healing (self-healing networks, ou redes self-healing) são uma prática cada vez mais comum na área de tecnologia da informação. Com a ajuda da automação e da inteligência artificial, essas redes prometem detectar, remediar e até mesmo prever problemas. Mas a questão é: esses sistemas podem ser confiáveis?

Antes de responder a essa pergunta, é importante entender como funcionam as redes self-healing. Essas redes são compostas por uma série de algoritmos e técnicas de automação que trabalham juntos para monitorar e manter a rede em um estado saudável.

Como as redes self-healing detectam os problemas? 

O principal objetivo das redes self-healing é detectar problemas de rede o mais cedo possível e corrigi-los antes que se tornem um problema maior. Isso é feito através do uso de ferramentas de monitoramento, como sensores e análise de dados em tempo real, que permitem que a rede seja monitorada continuamente em busca de problemas.

Redes self-healing na área de TI: confiáveis ou não?

Uma vez que um problema é detectado, as redes self-healing utilizam técnicas de automação para remediá-lo, como a reinicialização de dispositivos ou a desativação de links problemáticos. Além disso, a inteligência artificial pode ser usada para prever problemas futuros, com base em padrões e tendências históricas.

Benefícios das redes self-healing

Redes self-healing na área de TI: confiáveis ou não?

Os benefícios das redes self-healing são inúmeros. Em primeiro lugar, esses sistemas podem economizar tempo e recursos, uma vez que problemas de rede podem ser corrigidos rapidamente, sem a necessidade de intervenção humana. Isso pode ajudar a minimizar o tempo de inatividade da rede, aumentando a eficiência e a produtividade.

Além disso, as redes self-healing também podem ajudar a melhorar a segurança da rede, detectando e corrigindo ameaças de segurança em tempo real. Isso pode ajudar a proteger as informações e dados críticos da empresa, garantindo a privacidade e a segurança dos usuários da rede.

Possíveis preocupações

Redes self-healing na área de TI: confiáveis ou não?

No entanto, apesar de todos esses benefícios, ainda existem algumas questões a serem consideradas quando se trata de confiar totalmente nas redes self-healing. A maior preocupação é a possibilidade de falsos positivos ou falsos negativos, que podem levar a correções desnecessárias ou deixar problemas reais sem solução.

Além disso, é importante lembrar que as redes de autocura são apenas uma ferramenta na caixa de ferramentas de um profissional de rede. Assim, será necessário ter uma equipe de profissionais treinados e experientes para monitorar a rede, avaliar e interpretar os dados, e tomar decisões importantes sobre como corrigir problemas de rede. 

Caso a rede seja muito automatizada, sem o aval de um humano em suas decisões, ela pode gerar erros. Em conclusão, uma rede self-healing pode ser confiável, mas isso vai depender de uma série de fatores, como os listados acima.

Com informações do TechTarget.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Erika Rodrigues
Erika Rodrigues
Sou repórter e redatora no Itshow. Já produzi diversas matérias como jovem repórter do Núcleo de Jornalismo Investigativo da Record TV, onde também fiz parte da equipe de apuração da Agência Record, abastecendo os principais jornais da casa, além do portal R7. Com dedicação e comprometimento, estou sempre em busca de novos desafios e oportunidades de crescimento em carreira.
Postagens recomendadas
Outras postagens