22.8 C
São Paulo
sábado, fevereiro 24, 2024
InícioTransformação digitalRobotic process automation: um guia completo sobre RPA e como a inteligência...

Robotic process automation: um guia completo sobre RPA e como a inteligência artificial está colaborando com a automação

O que é Robotic Process Automation (RPA)

A Robotic Process Automation (RPA) é uma tecnologia avançada de automação de tarefas que se baseia na robótica de software, e envolve a utilização de robôs altamente inteligentes para automatizar processos operacionais. A ideia central por trás da RPA é criar um sistema que possa imitar as ações humanas, eliminando a necessidade de intervenção manual. 

O principal objetivo é impulsionar a eficiência empresarial ao automatizar tarefas, como cobrança de clientes, processamento de pagamentos e gerenciamento de pedidos, liberando assim a equipe para se concentrar em atividades mais estratégicas, como o atendimento ao cliente, sem negligenciar as tarefas operacionais que são vitais para o funcionamento contínuo da empresa.

Os robôs utilizados na RPA são capazes de executar uma ampla variedade de tarefas de forma precisa, imitando habilidades humanas. Eles podem mover arquivos, efetuar login em aplicativos, extrair dados, preencher formulários, copiar e colar informações, entre outras ações, tudo isso sem a necessidade de supervisão constante. Isso garante que as tarefas possam ser repetidas com perfeição um número ilimitado de vezes, contribuindo para a otimização dos processos empresariais.

inteligência artificial
Imagem gerada por inteligência artificial (IA)

Benefícios de usar RPA

Automatização de tarefas do dia a dia

O uso de uma ferramenta RPA permite a automação de tarefas cotidianas, poupando o tempo e a energia dos profissionais da equipe. Eles não precisam mais se dedicar a funções repetitivas ou de menor relevância. Isso possibilita que os colaboradores concentrem seus esforços nas atividades que realmente demandam habilidades pessoais e intelectuais, tornando a equipe mais produtiva e eficaz.

Aumento da produtividade e motivação da equipe

A execução de tarefas repetitivas gera monotonia, afetando o bem-estar e a produtividade dos funcionários. A implementação do RPA tende a melhorar o clima organizacional, uma vez que os colaboradores se tornam mais engajados em suas tarefas. Com a automação dessas tarefas, eles podem se concentrar em atividades mais desafiadoras e gratificantes, aumentando a motivação e a satisfação no trabalho.

Redução de custos

Erros cometidos por usuários humanos são comuns e podem resultar em retrabalho e desperdício. A utilização do RPA reduz a ocorrência desses erros, o que, por sua vez, leva a melhorias na receita da empresa, já que os custos associados ao retrabalho são minimizados. Isso resulta em uma operação mais eficiente e econômica.

Análises bem estruturadas e simplificadas

Uma das principais características do Robotic Process Automation é sua capacidade de realizar análises de forma semelhante a um ser humano. O RPA é capaz de coletar e interpretar uma ampla gama de dados em tempo real. 

Isso proporciona aos gestores uma base de dados robusta e confiável para a análise dos processos da empresa. Com informações mais precisas e acessíveis, as análises se tornam mais estruturadas e simplificadas, auxiliando em tomadas de decisões estratégicas mais informadas.

leandro roldão

Ouça agora o 16º episódio do podcast Itshow disponível no Spotify!

Como implementar o RPA

Mapeie as necessidades da empresa

A fase inicial da implementação do RPA requer o mapeamento de todos os processos e atividades da empresa que podem ser automatizados por meio dessa tecnologia. É fundamental identificar tarefas de baixo valor agregado ou aquelas que ocorrem com alta frequência, mas que a execução humana não é eficiente. 

Em algumas situações complexas, a mineração de processos, que faz uso de inteligência artificial e machine learning, pode ser empregada para analisar os processos e criar um mapa com oportunidades de automação e otimização.

Avalie os fornecedores

A escolha do fornecedor de tecnologia de RPA desempenha um papel essencial na implementação bem-sucedida. Para tomar a decisão adequada, é importante definir critérios e requisitos alinhados com as necessidades específicas da empresa. 

Aspectos técnicos, custos e recursos específicos devem ser considerados. Além disso, é importante solicitar apresentações detalhadas dos sistemas oferecidos pelos fornecedores antes de tomar a decisão final.

Implemente o piloto

Durante essa fase, é necessário garantir que a equipe da organização esteja devidamente capacitada para utilizar a tecnologia RPA. A equipe de TI deve receber o treinamento necessário para lidar com essa nova ferramenta. 

Também é fundamental criar um piloto, um documento que registra todas as atividades que serão automatizadas com o RPA. Esse piloto servirá para coletar dados que serão posteriormente analisados, permitindo identificar possíveis melhorias, problemas ou requisitos adicionais.

Gerencie o ciclo de vida do RPA

Todas as estratégias estabelecidas nas etapas anteriores são agora postas em prática, e o desempenho do RPA deve ser monitorado constantemente. O objetivo é garantir que todo o planejamento tenha os resultados esperados com a implementação do software de automação de processos.

leandro roldão

Quer saber mais sobre RPA? Baixe agora o nosso material de apoio!

RPA x Inteligência Artificial (IA)

Embora tanto o RPA quanto a IA sejam soluções tecnológicas, é importante destacar que eles têm naturezas distintas.

O Robotic Process Automation (RPA) é uma solução operacional voltada para a automação de tarefas repetitivas que não requerem interpretação. No entanto, é importante notar que, nos dias atuais, as soluções de RPA estão cada vez mais incorporando a Inteligência Artificial em suas funcionalidades.

Com isso, esses softwares podem agora receber e processar informações, aproveitando integrações para adquirir novos dados de forma automatizada, sem depender de atualizações frequentes. A combinação do RPA com a IA resulta em sistemas inteligentes de alta eficácia, capazes de lidar com tarefas que envolvem fluxos complexos de dados com grande eficiência.

indústria 4.0
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Automatização Inteligente: O equilíbrio entre a IA e a automação empresarial

No contexto de um ambiente empresarial em constante digitalização, a influência da inteligência artificial (IA) e da automação se torna inegável. A IA já desempenha um papel importante através de ferramentas essenciais para as operações das empresas, enquanto a automação, especialmente por meio dos Robotic Process Automation (RPAs), se revela fundamental ao aliviar os funcionários de tarefas repetitivas, permitindo-lhes direcionar seus esforços para atividades mais complexas e estratégicas.

Como enfatizado por Leandro Roldão, executivo da EDP Brasil, “a inteligência artificial já existe há um bom tempo e estamos utilizando junto com diversas ferramentas importantes. A questão do RPA, automação, é para atividades repetitivas. Não devemos substituir um sistema por completo. Precisamos colocar a tecnologia em prol das atividades que não são tão nobres e deixar os especialistas para conversar com as pessoas, falar de estratégia e montar os projetos de inovação.” Isso ressalta a importância de manter um equilíbrio e clareza de propósito ao empregar a tecnologia.

Os projetos de automação devem ser encarados com pragmatismo, desmembrados em etapas menores e validados ao longo do caminho. A escalabilidade é viabilizada por parceiros de cloud computing confiáveis, que oferecem a flexibilidade necessária para esse processo. À medida que se aprende com as experiências passadas, incluindo os eventuais erros, torna-se possível aprimorar continuamente as operações.

É necessário manter uma visão equilibrada, compreendendo o papel da automação e da IA, sem perder de vista a missão central das empresas. A tecnologia está aqui para auxiliar, não para dominar o foco principal do negócio. A abordagem equilibrada e pragmática na adoção da tecnologia emerge como o caminho para o sucesso em uma era de digitalização contínua.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Fernanda Martins
Fernanda Martins
Formada em Letras, com pós em mídias sociais, e redatora do portal de notícias Itshow. Já escreveu para vários blogs de cultura pop, produziu conteúdo no Facebook e no Instagram sobre literatura e até escreveu algumas fanfics pela internet. Hoje, se especializa em redação e usa suas habilidades de escrita crítica e literária para trazer mais sensibilidade aos textos e continuar fazendo o que ama.
Postagens recomendadas
Outras postagens