14.1 C
São Paulo
segunda-feira, julho 22, 2024
InícioLiderança de TI8 erros que não podem ser cometidos na gestão de TI

8 erros que não podem ser cometidos na gestão de TI

Todos nós sabemos que a tecnologia já está completamente integrada ao ambiente corporativo. Os softwares e ferramentas empresariais como os sistemas de gestão integrada estão revolucionando a maneira como os empreendimentos funcionam. Os profissionais passam a ter mais mobilidade e a cadeira operacional torna-se mais automatizada e com um custo menor. 

Neste contexto, onde as empresas investem constantemente na tecnologia, a gestão de TI tornou-se indispensável para garantir que os negócios conseguissem prestar serviços inovadores e com alto padrão de qualidade. 

Uma pesquisa realizada pelo Gartner revelou que os principais desafios enfrentados pelos gestores incluem a segurança cibernética, a gestão de talentos e a adaptação a novas tecnologias. O estudo ainda destacou que 64% dos gestores de TI consideram a segurança da informação como principal prioridade, seguida pela necessidade de atrair e reter talentos qualificados em TI. 

Em paralelo a isso, a Deloitte realizou uma pesquisa apontando que 72% das empresas que investiram em tecnologias emergentes, como IA e automação relataram melhorias significativas em eficiência operacional e satisfação do cliente. No entanto, apenas 32% dos gestores de TI afirmaram estar completamente preparados para integrar essas tecnologias em suas operações diárias, evidenciando a necessidade de uma abordagem mais proativa e estratégica. 

O papel de um gestor em tecnologia é crucial para o sucesso de qualquer empresa moderna. Mas mesmo os gestores mais experientes podem cometer erros que comprometem a eficiência, segurança e competitividade de uma organização. Por isso, para que o trabalho de gestão de TI dê certo, é necessário evitar uma série de erros, por isso, listamos abaixo alguns deles. 

Erro 1 – Falta de Planejamento Estratégico

Um dos erros mais comuns é a ausência de um planejamento estratégico claro e definido. Muitos gestores focam apenas em resolver problemas imediatos sem considerar o impacto a longo prazo das suas decisões. O planejamento estratégico envolve alinhar as iniciativas de TI com os objetivos de negócios da empresa, garantindo que os investimentos em tecnologia gerem valor real para a organização.

gestão de TI
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Erro 2 – Negligenciar a Segurança da Informação na Gestão de TI

É de conhecimento de todos que a segurança da informação é uma prioridade absoluta no cenário atual, onde ciberataques estão cada vez mais sofisticados e frequentes. Um gestor de TI não pode subestimar a importância de implementar e manter robustas medidas de segurança, como firewalls, criptografia e política de acesso restrito. Negligenciar a segurança pode resultar em vazamento de dados, perda de reputação e prejuízos financeiros significativos.

Erro 3 – Resistência à Inovação

A tecnologia está em constante evolução, e um gestor de TI deve estar aberto à inovação e novas tecnologias. A resistência à mudança pode impedir a empresa de aproveitar oportunidades de mercado e melhorar seus processos. É fundamental que o gestor de TI esteja atualizado com as tendências tecnológicas e seja proativo em implementar soluções inovadoras que possam trazer vantagens competitivas. 

Erro 4 – Falta de Comunicação Eficaz na Gestão de TI

Uma comunicação eficaz entre o departamento de TI e outras áreas da empresa é essencial. Muitos gestores de TI falham em traduzir termos técnicos para uma linguagem compreensível pelos demais setores, o que pode gerar algumas frustrações. O gestor deve garantir que a comunicação seja clara e que todas as partes interessadas compreendam os objetivos e benefícios das iniciativas de TI. 

Erro 5 – Gestão Ineficiente de Projetos

A gestão de projetos é uma competência crítica para qualquer gestor de TI. A falta de uma metodologia adequada para planejar, executar e monitorar projeto pode levar a atrasos, custos excessivos e resultados abaixo do esperado. É essencial adotar boas práticas de gestão de projetos, como o uso de frameworks ágeis, para garantir que os projetos sejam entregues no prazo e dentro do orçamento.

gestão de TI
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Erro 6 – Não definir indicadores e metas

Para gerir é preciso medir. Essa é uma atribuição básica para que as decisões acompanhem as reais necessidades de uma equipe ou de um negócio. Portanto, desprezar números relacionados às atividades é um deslize que pode desqualificar seriamente as entregas da área. 

Os indicadores de TI devem ser norteados rumos aos objetivos pretendidos pelo departamento e pela empresa, assim como o atingimento ou não das metas, contemplado informações sobre: performance da equipe, qualidade dos atendimentos prestados e satisfação dos clientes; 

Erro 7 – Agir somente sob demanda

Faz parte dos atributos de um bom service desk a visão estratégica e um trabalho preventivo em vez de basear-se somente na resolução de problemas. Nesse sentido, ter um time de TI que trabalhe atendendo incidentes sem propor medidas para impedi-los ou reduzi-los, elimina qualquer chance de conquistas diferenciais e de destacar as entregas realizadas. 

Essa é mais uma falha que não deve fazer parte da condução das atividades de TI. Por isso, é muito importante que tomar iniciativas preditivas e otimizar as rotinas corporativas deve fazer parte dos planos de uma gestão de TI de excelência da área. 

Erro 8 – Desmerecer o uso de ferramentas de Gestão de TI

O segmento de TI está diretamente ligado à inovação, e contar com ferramentas em operação é muito importante para ampliar oportunidades nesse sentido. Hoje, os recursos de virtualização, computação em nuvem e processamento de dados são básicos para que as empresas e os clientes abram espaço para seu desenvolvimento. 

Sendo assim, é importante procurar soluções que reúnam funcionalidades completas para o sistema de gestão de TI e não desprestigiar o potencial de evolução e a economia que essa decisão pode trazer.  

Evitar erros comuns pode ajudar os gestores de tecnologia a maximizarem o valor das iniciativas de TI e garantir que as empresas se mantenham competitivas e seguras no ambiente digital atual. 

Um planejamento estratégico bem estruturado são pilares fundamentais para o sucesso de um gestor de TI. Investir em educação contínua e estar atento às tendências de mercado são passos essenciais para se manter à frente no dinâmico mundo da tecnologia. 

Renan Torres
Renan Torres
Renan Torres é Vice-presidente executivo (CSO - Chief Sales Officer) na Arklok Tecnologia. Profissional apaixonado por vendas e resultado.
Postagens recomendadas
Outras postagens