25.5 C
São Paulo
sábado, junho 15, 2024
InícioInfraestrutura e TIA revolução da conectividade de rede nas empresas modernas

A revolução da conectividade de rede nas empresas modernas

No dinâmico cenário empresarial atual, a conectividade de rede transcende sua função original de ser apenas um componente técnico, transformando-se na espinha dorsal de empresas modernas. 

Esta evolução reflete a importância crítica da rede nas operações diárias de uma organização, desde a execução de tarefas cotidianas até o processo de faturamento. Com a conectividade de rede tornando-se um elemento indispensável, sua indisponibilidade ou falhas podem acarretar graves consequências, não apenas operacionais, mas também financeiras. 

Liliana Fernandez, Global Senior Manager de Redes e Comunicação na ADM e convidada do segundo episódio do Especial Conectividade, promovido pela CommScope e pelo podcast Itshow, destaca a vitalidade da conectividade de rede, afirmando que ela é fundamental para todas as facetas da operação empresarial, incluindo o faturamento. 

Em um mundo onde as paralisações não são uma opção, o cenário atual inclina-se para soluções híbridas, integrando cloud e hardware físico. No entanto, o verdadeiro desafio emerge na transição e gerenciamento eficaz dessas infraestruturas híbridas, com a inteligência artificial como uma ferramenta que muitos acreditam ser fundamental para gerenciar esses ambientes complexos no futuro. 

conectividade de rede
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

Benefícios da conectividade de rede

A conectividade de rede oferece uma série de vantagens para as empresas, influenciando diretamente as vendas e a experiência do cliente. Uma das principais vantagens é a garantia de um atendimento de qualidade, graças à maior eficiência e agilidade no processamento de pedidos. Além disso, a conectividade facilita a emissão de documentos importantes, como notas fiscais e cupons fiscais, essenciais para a operação comercial.

Outro benefício importante é a contribuição para a agilização das atividades dos funcionários, melhorando a produtividade no ambiente de trabalho. A conectividade também é vital para evitar a perda de dados e informações, um aspecto crítico para a segurança e integridade das operações empresariais. Também reduz as falhas e problemas nos processos, minimizando prejuízos financeiros.

No contexto digital, a conectividade permite que os negócios expandam seu alcance além de um espaço físico, possibilitando a criação de lojas virtuais, a presença online em buscadores e redes sociais. Essa presença digital estende a conexão com o consumidor, aproximando empresa e cliente e fomentando um relacionamento mais próximo e experiências positivas, sempre aliadas a um bom atendimento.

A crescente utilização de smartphones para acesso à internet fez das redes sociais uma parte integrante do dia a dia das pessoas e das empresas. Estes canais não são apenas plataformas de comunicação, mas também se transformaram em ferramentas eficientes de atendimento ao cliente. 

Aplicativos como WhatsApp são usados por muitos estabelecimentos para enviar promoções, realizar agendamentos e pedidos, evidenciando a importância da conectividade na era digital atual.

AnyConv.com 1
A revolução da conectividade de rede nas empresas modernas 5

Ouça agora o segundo episódio do Especial Conectividade by CommScope!

Componentes mais recentes da conectividade avançada

5G

O 5G eleva o patamar de conectividade ao proporcionar maior rapidez, reduzir a latência e permitir a conexão de um grande número de dispositivos inteligentes e sensores numa única rede. 

Isso é possível graças à superação de limitações tecnológicas anteriores. O 5G possibilita a coexistência de diversos protocolos de rede, adequando-se às necessidades específicas de diferentes dispositivos e aplicações. 

Ele serve como uma plataforma integradora, congregando as diversas funcionalidades de rede necessárias para gerir o tráfego de dados e a densidade de dispositivos em larga escala.

Redes Definidas por Software (SDN)

SDN é uma camada de software que opera sobre a infraestrutura física de rede, compreendendo elementos como switches e roteadores. Embora normalmente confinado a centros de dados, esse conceito está se expandindo para incluir redes de área ampla (SD-WAN), facilitando a conexão de centros de dados e outras aplicações em localizações diversas.

Virtualização de Funções de Rede (NFV)

NFV moderniza as funções de rede tradicionais, como roteamento, comutação, criptografia, proteção de firewall, aceleração WAN e balanceamento de carga. Esta modernização é realizada substituindo hardware de rede dedicado por soluções baseadas em software virtual.

Rede como Serviço (NaaS)

NaaS é um modelo de negócio que oferece serviços de rede de área ampla de forma virtualizada, geralmente mediante uma assinatura. Este modelo pode incluir toda a funcionalidade de infraestrutura em uma única taxa de assinatura ou permitir que as empresas se inscrevam em serviços específicos conforme necessário.

Banda larga sob demanda

Este serviço ajusta os recursos da rede de acordo com as necessidades de dispositivos específicos. Isso significa alocar mais banda larga para dispositivos com picos de demanda e reduzir a alocação conforme a demanda diminui.

AnyConv.com 2 1
A revolução da conectividade de rede nas empresas modernas 6

Quer saber mais sobre conectividade de rede? Baixe agora o nosso material completo!

Principais diferenças entre conectividade de rede e cloud computing

Embora a computação em nuvem seja um conceito relativamente novo, ele exemplifica de forma clara como a conectividade sistêmica funciona, demonstrando que dispositivos interconectados podem realizar muito mais em conjunto do que quando operam de forma isolada.

Imagine, por exemplo, o desafio de possuir um sistema de armazenamento local com capacidades gigantescas, abrangendo petabytes (1024 terabytes) e exabytes (1024 petabytes) de espaço. 

Essa tecnologia, além de ser extremamente cara, é complexa para desenvolver e envolve custos elevados não apenas na aquisição dos equipamentos, mas também na sua manutenção e operação, entre outros aspectos.

No entanto, a situação se simplifica significativamente quando se considera uma rede de dispositivos interligados, cada um contribuindo com uma fração desse armazenamento. Antes da era da nuvem, essa abordagem era representada por um data center, uma solução comum para empresas que precisavam armazenar grandes volumes de dados localmente, normalmente nas suas próprias instalações.

Com a computação em nuvem, a ideia de um data center é ampliada. Em outras palavras, o número de dispositivos conectados aumenta exponencialmente, permitindo atender simultaneamente a vários usuários, normalmente empresas.

Dessa forma, corporações que já investem em tal tecnologia para sustentar seus próprios serviços, como Google, Amazon e Microsoft, começaram a disponibilizar parte dessa infraestrutura para terceiros, tornando-se especialistas nesse segmento de mercado.

conectividade de rede
Imagem gerada por Inteligência Artificial (IA)

A conectividade de rede é um elemento fundamental para as soluções digitais atuais

Além de seu papel central na computação em nuvem, este recurso também desempenha um papel fundamental em várias outras ferramentas essenciais para as empresas contemporâneas.

No contexto do big data, ele serve como a ligação entre as infraestruturas de captura, armazenamento e processamento de dados. Isso permite a transferência rápida e eficiente de grandes volumes de informações entre esses componentes. 

Com isso, informações que antes estavam isoladas podem ser combinadas com outros dados para gerar novos conhecimentos ou insights, que por sua vez, podem fundamentar decisões estratégicas e gerar novas ideias.

Quando se trata da Internet das Coisas (IoT), a função deste recurso é ainda mais evidente, possibilitando a interação entre diversos dispositivos inteligentes com mínima intervenção humana. Essa colaboração entre dispositivos permite a automação de tarefas, medição mais precisa de dados e, consequentemente, aumenta a velocidade e a eficiência operacional.

No caso das tecnologias de SD-WAN, a conectividade é mais um elemento central da solução do que um mero meio, diferente dos casos anteriores. Isso acontece porque a principal função das redes definidas por software (SD-WAN) é gerenciar os recursos de conexão de maneira inteligente.

Conforme o próprio nome sugere, isso é realizado através de softwares que não apenas priorizam os conteúdos mais críticos para as atividades da empresa, mas também escolhem o melhor link disponível. Ou seja, o caminho mais rápido e estável para o tráfego das informações.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Fernanda Martins
Fernanda Martins
Formada em Letras, com pós em mídias sociais, e redatora do portal de notícias Itshow. Já escreveu para vários blogs de cultura pop, produziu conteúdo no Facebook e no Instagram sobre literatura e até escreveu algumas fanfics pela internet. Hoje, se especializa em redação e usa suas habilidades de escrita crítica e literária para trazer mais sensibilidade aos textos e continuar fazendo o que ama.
Postagens recomendadas
Outras postagens