29.2 C
São Paulo
sábado, fevereiro 24, 2024
InícioTransformação digitalInteligência artificialCEOs apontam IA como principal força disruptiva, revela pesquisa Gartner 2023

CEOs apontam IA como principal força disruptiva, revela pesquisa Gartner 2023

A Inteligência Artificial (IA) foi identificada como a tecnologia com maior potencial disruptivo para as empresas, segundo a pesquisa “2023 Gartner CEO and Senior Business Executive”, que entrevistou mais de 400 CEOs e executivos seniores de diversas regiões e setores entre julho e dezembro de 2022. A IA foi citada por 21% dos entrevistados como a tecnologia com impacto mais significativo nos negócios.

De acordo com Mark Raskino, Vice-Presidente e Analista do Gartner, “a Inteligência Artificial generativa terá um impacto profundo nos modelos de negócios operacionais”. Os CEOs mostraram preocupação com a possibilidade de serem ultrapassados nessa corrida tecnológica, evidenciando a percepção do ponto de inflexão que a IA está alcançando.

Imagem gerada por inteligência artificial.

O crescimento dos negócios se mantém como a principal prioridade estratégica para metade dos CEOs, a despeito das preocupações com uma possível desaceleração econômica ou recessão em 2023. A pesquisa indica que a maioria acredita que qualquer crise será superficial e de curta duração. Kristin Moyer, Vice-Presidente e Analista do Gartner, comentou que, apesar de hesitantes, os CEOs não estão paralisados por essas incertezas econômicas.

O estudo também revelou um aumento de 25% nas menções à sustentabilidade ambiental como prioridade entre os CEOs, em comparação com o ano anterior. O Gartner prevê que até 2026 a sustentabilidade ambiental se tornará uma prioridade mais alta do que as questões tecnológicas.

Imagem gerada por inteligência artificial.

No contexto econômico, a inflação emergiu como uma grande preocupação para 22% dos CEOs, sendo identificada como o principal risco para os negócios. Muitos executivos também preveem um aumento da sensibilidade ao preço por parte dos clientes, com 44% dos CEOs respondendo à inflação por meio do aumento de preços, seguido de otimização de custos (36%) e aumento da produtividade e automação (21%).

No que se refere à força de trabalho, 26% dos CEOs identificaram a escassez de talentos como o maior risco para suas organizações. A atração e retenção de talentos é a principal prioridade nessa área, com a remuneração sendo a maior preocupação entre os funcionários e futuros colaboradores, seguida pela busca por maior flexibilidade e trabalho remoto ou híbrido.

Assine nossa Newsletter para receber os melhores conteúdos do Itshow em sua caixa de entrada.

Erika Rodrigues
Erika Rodrigues
Sou repórter e redatora no Itshow. Já produzi diversas matérias como jovem repórter do Núcleo de Jornalismo Investigativo da Record TV, onde também fiz parte da equipe de apuração da Agência Record, abastecendo os principais jornais da casa, além do portal R7. Com dedicação e comprometimento, estou sempre em busca de novos desafios e oportunidades de crescimento em carreira.
Postagens recomendadas
Outras postagens